quinta-feira, março 31, 2005

 

Frase da noite


Image hosted by Photobucket.com
"Quando tudo corre mal,
há sempre o chocolate"
Garfield

 

Só uma mulher sabe o que é...

Passar a vida inteira a lutar contra o seu próprio cabelo.
Comprar uma blusa que não combina com nada, mas que pelo preço estava irresistível.
Ter uma bolsa que parece a necessaire da avó do 007, de tantas coisas acumuladas e incríveis que existem dentro dela.
Falar de intimidades que os homens nem sequer imaginam.
Ser tratada como uma idiota pelos mecânicos de uma oficina e ainda por cima ser obrigada a ouvir a célebra frase: "Mulher ao volante, perigo constante!".
O poder de um jeans e de uma blusa de licra.
Comer uma caixa inteira de bombons porque brigou com o namorado e depois sentir-se destruida porque saiu da dieta.
Descobrir que a sua relação e o mundo acabaram... E depois descobrir que não era nada mais do que a síndrome pre-menstrual.
Chorar, extasiada de felicidade e... Rir, tomada de fúria.
Sentir-se no sétimo céu só porque ele ligou a dizer "Amo-te".
O milagroso poder curativo de um beijo, um gesto e uma palavra doce.


 

Prevenção "rodoviária", cada um toma a que quer!

Image hosted by Photobucket.com


 

No comments...

Isto é que é amor ao clube, será este o modelo comemorativo dos 10 anos ?
Image hosted by Photobucket.com

 

Turismo no céu


Uma crónica de Francisco Menezes
Image hosted by Photobucket.com
Uma vez apanhei um voo internacional, em que o piloto era Português (o nome e o sotaque não deixavam enganar). Estava uma tempestade de criar cabelo no Toni Carreira, e os passageiros estavam todos um bocado nervosos. O comandante achou então por bem acalmar os ânimos. Começou a habitual descrição do percurso até ao destino (como se um de nós, não concordando, pudesse sugerir alternativas), e rematou com um firme: “ladies and gentlemen, in 2 minutes we’ll be in heaven” (!!!). Apesar de disparatada, a declaração deste calhau com olhos tinha uma ideia engraçada: e se pudéssemos todos apanhar um avião para perto de Deus? Turismo no céu, ora aí estava uma boa ideia…
“Duas semanas no céu, com meia pensão, a partir de 500 euros por alma. Desconto para crentes, inválidos e o Tino de Rans”. As agências de viagens iam fazer os folhetos mais foleiros de sempre. Imagens do Roberto Carlos a passear de calças arregaçadas no pólo Norte, com versos escritos pela Cristina Caras Lindas.
Os católicos iam deixar de ir à missa. Porquê gastar uma hora todos os Domingos, quando se pode falar directamente com Ele, na férias do verão? Os ateus iam ter a melhor desculpa do mundo para, no fim das férias, não pagar.
Os turistas iam andar por toda a parte, de câmaras de vídeo e fotográfica de fora, ansiosos para chegar a casa, e poder dizer a alguém da família :”estás a ver? Olha eu aqui ao pé de Deus! Estava um calor, nesse dia! Até Ele cheirava a suor! Pena que as fotografias ficaram tão claras…” Era uma oportunidade única para outros poderem conhecer o Céu por dentro - O demo e seus ajudantes, assassinos, ladrões, dirigentes desportivos – todos a viajar na classe executiva.
As companhias de aviação, como de costume, iam fazer overbooking. De cada vez que ficassem passageiros retidos no céu, lá ia um jornalista ao local, fazer uma reportagem que ia parecer mais uma edição do “Elas em Marte”.Os empresários de turismo do Algarve queixar-se-iam de concorrência desleal, com toda a justiça. Comparar maior parte do turismo do Algarve com qualquer coisa superior a um esgoto, é desleal.
Chegou ao fim, o meu voo. O sacana disse outra calinada qualquer, quando aterrámos, mas felizmente, não fomos parar ao “heaven”. As hospedeiras (ou assistentes de voo, como lhes chamam agora) parecem uns anjos, apesar de basicamente serem empregadas de mesa nas altitudes. Eu fiquei com uma mini história que na altura não valia um chavo, e agora me vale uma crónica. Que, como já se percebeu, não vale um chavo.

quarta-feira, março 30, 2005

 

Evolução da formulação de problemas matemáticos

Anos 60: Um agricultor vende uma saca de batatas por mil escudos. O custo de produção é de quatro quintos o preço da venda. Qual foi o seu lucro?
Anos 70: Um agricultor vende uma saca de batatas por mil escudos. O custo de produção é de quatro quintos o preço da venda, ou seja, 800 escudos. Qual foi o seu lucro?
Anos 70 (depois da chegada das matemáticas modernas): Um agricultor troca um conjunto P de batatas por um conjunto D de moedas. A cardinalidade do conjunto D é mil, e cada elemento de D vale uma unidade de escudos. Desenha mil pontos grandes, que representam os elementos de D. O conjunto C, dos custos de produção, é formado por menos 200 pontos grandes do que o conjunto D. Representa C como subconjunto de D e dá a resposta correcta à pergunta "qual é a cardinalidade do conjunto dos lucros?". (assinalar todos os pontos a vermelho)
Anos 80: Um agricultor vende uma saca de batatas por mil escudos. Os custos de produção são de 800 escudos e o lucro de 200. Sublinha a palavra "batatas" e discute-a com os teus colegas.
Anos 90: Um porku capitalista consegueinxustamente 200 paus por uma çaca de batatas. Hanaliza este teisto, procura errus de conteudo, gramatica e pontuassão e depois espreça o teo ponte vista sobre este metudo de ficar rico.


terça-feira, março 29, 2005

 

Porque hoje é Terça-feira


CDG na RTP-a às 21h30.

 

Há que manter as tradições


Porque hoje é Terça-feira, CdG na RTP-a, às 21h30.

 

No comments

Image hosted by Photobucket.com


 

Mau tempo por mau tempo...

Image hosted by Photobucket.com

Maria Graça da Silveira, Wageningen - Holanda (1999)

Nestes dias de nevoeiro até à porta, chuva constante, o meu humor desgraça-se. Só apetece sacudir gente, estou poluída de recados e gente aflita por coisa nenhuma. Vontade de estar sossegada. Sítio bom: biblioteca, bons artigos, pretexto para silêncio, suspensão das coisas, respirar fundo e não chegar ao fundo. Humanos poucos, alguns nómadas de papeis, sede de ideias, silêncios que não são nem distância, nem companhia, nem respeito, mas dá nisso tudo. Isto das queixas avulsas, cultura mediterrânea de desabafos, não resulta, onde o que vale mesmo são os abafos.


segunda-feira, março 28, 2005

 

Exames, exames, actividade sexual à parte!

Historia verídica ocorrida numa Faculdade do Porto.

Uma professora universitária acabava de dar as últimas orientações aos alunos acerca do exame que ocorreria no dia seguinte. Finalizou alertando que não haveria desculpas para a falta de nenhum aluno, com excepção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente próximo.
Um engraçadinho que estava sentado no fundo da sala, perguntou com aquele velho ar de cinismo: "De entre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por actividade sexual??"
A classe explodiu em gargalhadas, com a professora a aguardar pacientemente que o silencio fosse restabelecido. Assim que isso aconteceu, ela olhou para o palhaço e respondeu: "Isso não é um motivo justificado.". E continuou serenamente... "Como o exame será de escolha múltipla, você pode vir para a sala e escrever com a outra mão... ou se não se puder sentar, pode responder de pé."


domingo, março 27, 2005

 

Como explicar sem ofender...


Um homem de 85 anos estava a fazer o seu checkup anual. O médico perguntou como ele se estava a sentir.
- Nunca me senti tão bem - respondeu. - A minha nova mulher tem 18 anos e está grávida, à espera de um filho meu! Qual é a sua opinião a respeito disto, Sr.Dr?
O médico reflectiu por um momento e disse:
- Deixe-me contar-lhe uma história. Eu conheço um homem que era um caçador fanático. Nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou o seu guarda-chuva na mochila em vez da arma. Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu à sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso e este caiu morto.
- HA!HA!HA!HA! Isso é impossível - disse o velhinho. - Algum outro caçador deve ter atirado no urso!
- Exactamente...

quinta-feira, março 24, 2005

 

Porque ontem foi terça-feira

A questão do aborto só admite duas possibilidades, a primeira é a de que o feto é realmente um ser humano, e portanto a interrupção voluntária da gravidez é um crime, ou o feto não é considerado um ser humano, e neste caso, pode ser eliminado em qualquer altura. A ideia de que é impossível saber quando se inicia a vida humana, é uma questão meramente moral ou filosófica. Hoje é consensual para a maioria dos cientistas de que a vida começa no zigoto, que resulta da fecundação do óvulo pelo espermatozóide. No entanto, há quem defenda que a vida só começa com a nidação, ou seja, no momento em que o óvulo fecundado se liga efectivamente à parede do útero, possibilitando a nutrição do zigoto que só assim pode evoluir para embrião, a qual ocorre 1 semana após a fecundação. Aliás, só com base nesta argumentação é que a pílula do dia seguinte pode ser legal, num país em que o aborto não é. Penso que esta análisa deixa clara a resposta à questão inicial. Aceitar o aborto como um método de controlo da natalidade, é validar a irresponsabilidade na gestação. Parece-me obvio, ser urgente resolver as questões que estão na origem deste fenómeno e isso passa necessariamente pela educação e pela prevenção; até porque hoje uma gravidez não planeada representa riscos acrescidos, como a infecção com o HIV. Há seguramente mais de 10 anos que se discute o problema do aborto em Portugal, e o planeamento familiar não é ainda uma realidade. As soluções de recurso trazem problemas adicionais. Os hospitais públicos tem listas de esperas de 6 meses para operar uma cirurgia simples, e portanto, ou se dá prioridade à interrupção voluntária da gravidez, e com que critério, ou vai ter que se criar toda uma estrutura para esta finalidade. E mais uma vez, com que critério, se existem áreas da saúde extremamente carenciadas por incapacidade do nosso sistema de saúde. Isto, eliminando a versão mais hipócrita, que é da gravidez indesejada acabar por se concretizar, por questões de demora. Será que as vitimas nestes casos vão ser indemnizadas? Por falar em questões jurídicas, a despenalização do aborto dá espaço a verdadeiros híbridos, como a criança concebida e não nascida é, por um lado, sujeito legal (pode herdar, tem direito a indemnização caso lhe seja provocada deficiência durante a vida embrionária), e por outro é permitido tirar-lhe a vida, como se verifica em alguns países onde o aborto é legalizado. Sinceramente e sem quaisquer demagogias, não critico, nem censuro, quem em consciência, decidiu o que quer que seja na sua vida privada. Aquilo de que falo, é da resolução dum problema social, e esse sim público, que é o da gravidez indesejada, quando penso ser consensual que a maternidade (paternidade) deveria ser planeada. Se a minha visão da realidade é de direita ou de esquerda, interessa-me muito pouco, aliás como todo o tipo de adjectivação. Provavelmente por isso sempre me fascinou muito mais a fisiologia do que a sistemática.


terça-feira, março 22, 2005

 

Porque hoje é Terça-feira


Joel Neto vai moderar o (de)bate, entre os “pitchenos” de São Miguel (Nuno Costa Santos e Pedro Arruda) e a Gata #1 (Maria Graça da Silveira). Hoje o pensar é sobre o aborto e sobre o José Mourinho. Foram levantadas questões interessantes, chegando mesmo a propor-se o referendo "Aborto ao Mourinho". As habituais rubricas, ódio e amor de estimação estão a cargo dos fabulosos irmãos Luís Filipe e Alexandre Borges, respectivamente. Já é possível assistir às emissões do programa na RTP-A online.


domingo, março 20, 2005

 

Where is paradise?

Fotografia célebre de Neptuno na Ilha do Faial.

Image hosted by Photobucket.com
José Henrique Azevedo, 15 de fevereiro de 1986.


sábado, março 19, 2005

 

Porque hoje é Dia do Pai

Image hosted by Photobucket.com


sexta-feira, março 18, 2005

 

Noite de Gabo em Lisboa

Image hosted by Photobucket.com
Lisboa vive hoje a "noite de Gabo", com a recriação do universo de Gabriel García Márquez no Chiado e Bairro Alto, assinalando o lançamento do seu romance "Memória das minhas putas tristes".
A primeira edição deste romance terá uma tiragem de 75.000 exemplares, no que é "uma das maiores de sempre de um autor estrangeiro no mercado nacional", disse à agência Lusa fonte editorial.
A apresentação do romance, pelo embaixador colombiano em Lisboa, Plínio Apuleyo Mendonza, amigo de "Gabo" - nome pelo qual os amigos tratam Gabriel García Marquez -, na embaixada, pelas 19h00.
Segundo a mesma fonte, depois desta apresentação "está prevista a realização de uma grande festa entre o Chiado e o Bairro Alto, envolvendo 20 bares, cafés, restaurantes e livrarias, que durará até madrugada".
O ponto de partida do romance é o dia do 90 aniversário de um jornalista que "por inspiração", como escreve Gabriel García Marquez, decide que quer uma noite de amor com uma donzela.
Para Rosa Cabarcas, "dona de uma casa clandestina", o desejo do velho amigo, desaparecido da soleira da sua porta há 20 anos, era "impossível".
Mas à noite de amor celebrativa dos 90 anos, surgem as memórias de "sábio triste".
Gabriel García Márquez não publicava nenhum romance desde há dez anos, quando saiu "Notícia de um sequestro".
A primeira edição, em Espanha, de "Memórias das minhas putas tristes", foi de meio milhão de exemplares, tendo neste momento, segundo fonte editorial, vendido mais de um milhão de livros.
Este é, segundo Ricardo Machaqueiro, das Publicações Dom Quixote que chancelam o livro, "o livro importado com maior procura" o que justificou a tiragem de 75.000 exemplares.
In:
Sic Online

 

Where is paradise?

Image hosted by Photobucket.com
Ilha do Pico, vista aérea.

Image hosted by Photobucket.com
Ilha do Pico.


quinta-feira, março 17, 2005

 

Como explicar o Bê-a-Bâ aos mais pequenos

Porque a versão da cegonha está desactualizada, está da electricidade é inovadora...
Image hosted by Photobucket.com

 

É por estas e por outras que isto não anda para a frente!!!


Ontem à noite estava eu comodamente sentada na sala, com a lareira acesa, chuva na rua e numa de zapping televisivo, aquando que paro na RPT 1 e deixei-me ficar no "Um contra todos", numa de jogar mentalmente um quase "trivial pursuit".
Qual foi o meu espanto quando sai uma pergunta fácil de ciências:
Quantos graus tem um ângulo recto? (E eu pensei cá para mim "piece of cake", mais fácil é impossivel.)
Respostas possiveis:
-90º
-180º
-0º

A concorrente em questão é (ou deixou de ser, ou melhor deveria deixar de o ser) professora de fisico-química pelos vistos num prestigiado colégio privado.Pois acreditem ou não, a senhora em questão não sabia a resposta, e só acertou pois o apresentador a ajudou como o caraças para que ela acertasse (eu pessoalmente não o faria).
Fiquei completamente sem saber se havia de rir ou chorar com tamanha ignorância. Como é que uma professora que não sabe isto pode exigir seja o que fôr aos alunos, eu cá mandava-a dar uma volta.
E mais não digo pois esta é de bradar aos céus "God, please come back and save us again".

quarta-feira, março 16, 2005

 

Relatório sobre terrorismo publicado online por engano


O New York Times noticiou hoje que uma versão provisória de um relatório de peritos norte-americanos, do Departamento da Segurança Interna, sobre os cenários terroristas mais plausíveis, foi difundido por engano num site do governo do Hawai.

Os cenários considerados prevêem atentados com bacilos do carbúnculo através de camiões armadilhados contra cinco cidades (mais de 13 mil mortos previstos), a explosão de um camião cisterna cheio de cloro (17500 mortos), a explosão de uma bomba "suja" (540 mortos imediatos e consequências económicas devastadoras) e a difusão da peste pulmonar nas casas de banho dos aeroportos, equipamentos desportivos e estações ferroviárias (2500 mortos).O Departamento de Segurança Interna afirma não dispor de informações sobre a eventual preparação dos atentados. O objectivo do documento é apenas determinar o que pode ser feito pelas agências governamentais para evitar os ataques ou, caso não seja possível, para lhes responder. O relatório não aborda os riscos de outros ataques já estudados, como o desvio de aviões, concentrando-se nas ameaças consideradas mais plausíveis ou devastadoras para as quais convém estar preparado. O documento servirá também para determinar a distribuição dos fundos afectados às medidas antiterroristas.

A guerra tem evoluído ao longo da história, desde os épicos da luta dos bravos guerreiros, passando pela guerra nuclear, e hoje temos o terrorismo que é muito próximo daquilo que poderá ser a guerra do novo milénio. A principal arma é a intimidação que é altamente eficaz pois destrói aquilo que as sociedades capitalistas têm de mais valioso, a segurança. Um exemplo que ilustra muitíssimo bem a estratégia deste terrorismo internacional emergente, foi o caso do Bacillus anthracis disseminado através do correio, que deixou a população mundial completamente em pânico à custa da sugestão duma guerra biológica iminente. No entanto, as análises ao pó branco que apareceu nas cartas revelaram as coisas mais mirabolantes, e na sua maioria perfeitamente inócuas. O requinte de malvadez foi ao ponto do microrganismo escolhido, ter sido o mesmo que Robert Koch utilizou nos seus estudos que conduziram ao enunciado dos primeiros postulados da microbiologia. O bacilo do carbúnculo que se prevê ser utilizado no atentado através de camiões armadilhados, é exactamente o Bacillus anthracis. O pó branco está de volta!

 

No comments

Inscrições na sede mais próxima...
Image hosted by Photobucket.com

terça-feira, março 15, 2005

 

Carta escrita no ano 2070


Ano 2070. Acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém com 85. Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água. Creio que me resta pouco tempo. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.
Recordo quando tinha 5 anos. Tudo era muito diferente. Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um banho de chuveiro com cerca de uma hora.Agora usamos toalhas de azeite mineral para limpar a pele. Antes, todas as mulheres mostravam as suas formosas cabeleiras. Agora, devemos rapar a cabeça para a manter limpa sem água. Antes, o meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira. Hoje, os meninos não acreditam que a água se utilizava dessa forma. Recordo que havia muitos anúncios que diziam CUIDA DA ÁGUA, só que ninguém lhes ligava - pensávamos que a água jamais podia acabar.
Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados. Antes, a quantidade de água indicada como ideal para beber eram oito copos por dia por pessoa adulta.
Hoje só posso beber meio copo. A roupa é descartável, o que aumenta grandemente a quantidade de lixo e tivemos que voltar a usar os poços sépticos (fossas) como no século passado já que as redes de esgotos não se usam por falta de água.
A aparência da população é horrorosa; corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele provocadas pelos raios ultravioletas que já não tem a capa de ozono que os filtrava na atmosfera. Imensos desertos constituem a paisagem que nos rodeia por todos os lados. As infecções gastrointestinais, as enfermidades da pele e das vias urinárias são as principais causas de morte. A indústria está paralisada e o desemprego é dramático. As fábricas dessalinizadoras são a principal fonte de emprego e pagam-nos em água potável o salário.
Os assaltos por um bidão de água são comuns nas ruas desertas. A comida é 100% sintética. Pela desidratação da pele, uma jovem de 20 anos está como se tivesse 40. Os cientistas investigam, mas não parece haver solução possível. Não se pode fabricar agua, o oxigénio também está degradado por falta de árvores e isso ajuda a diminuir o coeficiente intelectual das novas gerações.
Alterou-se também a morfologia dos espermatozóides de muitos indivíduos e como consequência há muitas crianças com insuficiências, mutações e deformações.
O governo cobra-nos pelo ar que respiramos (137 m3 por dia por habitante adulto). As pessoas que não podem pagar são retiradas das "zonas ventiladas". Estas estão dotadas de gigantescos pulmões mecânicos que funcionam a energia solar. Embora não sendo de boa qualidade, pode-se respirar. A idade média é de 35 anos. Em alguns países existem manchas de vegetação normalmente perto de um rio, que é fortemente vigiado pelo exército. A água tornou-se num tesouro muito cobiçado - mais do que o ouro ou os diamantes. Aqui não há árvores, porque quase nunca chove e quando se regista precipitação, é de chuva ácida. As estações do ano têm sido severamente alteradas pelos testes atómicos. Advertiam-nos que devíamos cuidar do meio ambiente e ninguém fez caso. Quando a minha filha me pede que lhe fale de quando era jovem descrevo o bonito que eram os bosques, lhe falo da chuva, das flores, do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens, beber toda a água que quisesse, o saudável que era a gente, ela pergunta-me:
-Papá! Porque se acabou a agua?
Então, sinto um nó na garganta; não deixo de me sentir culpado, porque pertenço à geração que foi destruindo o meio ambiente ou simplesmente não levámos em conta tantos avisos. Agora os nossos filhos pagam um preço alto e sinceramente creio que a vida na terra já não será possível dentro de muito pouco tempo porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível. Como gostaria voltar atrás e fazer com que toda a humanidade compreendesse isto, quando ainda podíamos fazer algo para salvar ao nosso planeta terra!
Documento extraído da revista biográfica "Crónicas de los Tiempos" de Abril de 2002.

 

Porque hoje é terça-feira


Joel Neto vai abrilhantar mais um debate, na RTP-A, entre os “pitchenos” de São Miguel (Nuno Costa Santos e Pedro Arruda) e o Prof. Miguel Monjardino. Hoje o pensar é sobre a insegurança em Portugal e a sempre diplomática relação Europa/América. A reportagem fica a cargo de Nuno Costa Neves. As habituais rubricas, ódio e amor de estimação estão a cargo dos fabulosos irmãos Luís Filipe e Alexandre Borges, respectivamente. Já é possível assistir às emissões do programa online.

 

No comments

Sabiam que quando a NASA começou a mandar astronautas para espaço, rapidamente descobriu que as esferográficas não escreviam em ambientes com gravidade zero?
Para solucionar este problema, os cientistas da NASA passaram uma década e 12 biliões de dólares a desenvolver uma caneta que escrevesse em ambientes com gravidade zero, virada para cima, de baixo de água, em quase todas as superfícies, incluindo vidro, e suportando desde temperaturas negativas até mais de 300 ºC.
Os Russos utilizaram o lápis...


segunda-feira, março 14, 2005

 

Gostar de quem não gosta de nós

Esta crónica foi retirada de um livro de crónicas, da psicóloga clínica e psicoterapeuta Isabel Leal, Gostar de quem não gosta de nós.

«Uma queixa que às vezes nem chega a ser queixa, mas apenas desabafo, constatação, talvez perplexidade, é a de se gostar de quem não gosta de nós.
Parece tão natural, tão normal, crescermos, tornarmo-nos gente, encontrar alguém especial de quem gostemos e que goste de nós. Alguém com quem partilhar as coisas boas, más e assim-assim. Alguém que compreenda, aceite, acaricie e esteja lá. Alguém com quem se tenha filhos e projectos e conversas. Parece tão óbvio, tão esperável, tão legítimo que seja assim, da forma tranquila e serena que os pais projectaram e os filmes e livros narraram mil vezes que, quando não é, se reage com espanto e dúvida.
(...)Onde é que falhámos? Em que é que errámos? Por que é que está tudo mal?


Precisamos de perceber o incompreensível, de encontar razões e justificações, de chegar a conclusões definitivas. Por isso mesmo enchemo-nos de argumentos que no essencial se resumem em dois grandes tipos: a perversidade do outro ou a imprestabilidade de nós próprios.
Na primeira versão, acumulamos indícios de como o outro é velhaco, idiota, como nos usou para qualquer fim declarável ou inconfesso.
Na segunda, viramo-nos para nós próprios e ampliamos as nossas borbulhas até se transformarem em quistos nojentos ou deixamo-nos ficar a um canto, sem graça nem alento, convictos de defeitos vários ou de predestinações cruéis.
Em qualquer dos casos, sobrevivemos. Poucas vezes aprendemos o suficiente para na próxima termos cuidados e desvelos connosco próprios. Muitas vezes, aprendemos pouco, tão pouco que repetimos uma e outra vez a experiênciade nos envolvermos com pessoas que não querem, podem ou sabem envolver-se connosco.
Não ligamos, nem vemos todas as outras que estão e parecem estar disponíveis para nós. Sabemos que existem, se fizermos um esforço para pensar no assunto, mas é uma informação que existe apenas em pano de fundo. Importante mesmo é conquistar alguém que não dá, em relação a nós, os sinais certos.
Pretende-se, a um nível que se percebe mal, uma espécie de reparação. Reparação de feridas antigas, de desamores passados, e insiste-se, para lá de todos os limites confortáveis, em continuar por perto de quem nos maltrata, por nada de especial, a não ser gostar pouco de nós.
Vive-se na tensão constante do desafio e vai-se perdendo bocados que podem fazer falta. Mas o mais complicado mesmo é não se ter uma relação porque, como sabem, uma relação é a dois.»

In Gostar de quem não gosta de nós


domingo, março 13, 2005

 

Where is paradise?

Image hosted by Photobucket.com
Ilha Terceira, Viveiros.

Image hosted by Photobucket.com
Ilha Terceira, Viveiros.


sábado, março 12, 2005

 

Good motto to live

Life should NOT be a journey to the grave with the intention of arriving safely in an attractive and well preserved body, but rather to skid in sideways, body thoroughly used up, totally worn out, champagne in one hand, strawberries in the other and screaming WOO HOO - What a Ride!

Bom fim-de-semana

sexta-feira, março 11, 2005

 

Codex Sinaiticus digitalizado

Será que é desta que ficaremos a saber mais alguma coisita?
Para os interessados no assunto podem sempre aceder ao Bible Research

A Biblioteca Britânica de Londres apresentou hoje um acordo histórico para unificar e digitalizar o Codex Sinaiticus, o manuscrito da Bíblia mais antigo do mundo. Actualmente está repartido entre várias bibliotecas do Egipto, Rússia, Alemanha e Reino Unido.
O códice data do século IV, quando o cristianismo estava a estender-se pelo imperador Constantino, e durante vários séculos permaneceu no Mosteiro de Santa Catarina no Monte Sinai.
No século XIX, o manuscrito, escrito em grego, dividiu-se e foi repartido entre aquele mosteiro, a Biblioteca Britânica, a Biblioteca da Universidade de Leipzig, na Alemanha, e a Biblioteca Nacional da Rússia, em St Petersburgo.
O arcebispo de Santa Catarina, Damianos del Sinai, os directores da biblioteca alemã, Ekkehard Henschke, da biblioteca russa, Alexander Bukreyev, e o da biblioteca britânica, Lynne Brindley, firmaram hoje em Londres um documento que visa a reunificação do Códice que será feito com tecnologia digital.
O formato digital do Codex Sinaiticus permitirá dar a conhecer melhor as mensagens da Bíblia, voltar a interpretar os textos e traduzi-los para alemão, espanhol, inglês e grego moderno.
O projecto, que custará mais de um milhão de euros, deverá ficar pronto em quatro anos.
O arcebispo de Santa Catarina destacou a importância deste "acordo histórico" e expressou o desejo dos monges do mosteiro de reunificar o códice.
Além dos textos mais antigos do Antigo e Novo Testamento, o Códice contém outros textos cristãos do século I d.C..
In: Sic Online


 

Money...

Image hosted by Photobucket.com
Money, get away.
Get a good job with good pay and you’re okay.
Money, it’s a gas.
Grab that cash with both hands and make a stash.
New car, caviar, four star daydream,
Think I’ll buy me a football team.

Money, get back.
I’m all right jack keep your hands off of my stack.
Money, it’s a hit.
Don’t give me that do goody good bullshit.
I’m in the high-fidelity first class traveling set
And I think I need a lear jet.

Money, it’s a crime.
Share it fairly but don’t take a slice of my pie.
Money, so they say
Is the root of all evil today.
But if you ask for a raise it’s no surprise that they’re
Giving none away.

Huhuh! I was in the right!
Yes, absolutely in the right!
I certainly was in the right!
You was definitely in the right. that geezer was cruising for a Bruising!
Yeah!
Why does anyone do anything?
I don’t know, I was really drunk at the time!
I was just telling him, he couldn’t get into number 2. he was asking
Why he wasn’t coming up on freely, after I was yelling and
Screaming and telling him why he wasn’t coming up on freely.
It came as a heavy blow, but we sorted the matter out.
Money-Pink Floyd


 

Não me faltava mais nada


Não ouviu o despertador,
tem um monte de coisas para fazer.
“Porra!”
“Não me faltava mais nada!”
Sai de casa para ir à Praia da Vitória,
fica sem gasolina, ali mesmo, na Silveira.
“Grande merda!”
“Não me faltava mais nada!”
Vai ao centro de inspecção automóvel,
espera montes de tempo, o carro não passou.
“Canita, pá!”
“Não me faltava mais nada!”
Decide almoçar na universidade,
já não há nada, só se atrasou 5 minutos!
“Ai o caneco!”
“Não me faltava mais nada!”
Ao entrar em casa,
dá com o cão da vizinha a roer-lhe a roupa
“Fodaaaa-se!”
“Não me faltava mais nada!”

“Não? Será que não?”
“Porra! pois é pá!”
E dá-se conta que…
ou morre,
ali mesmo
e naquele instante,
por implosão ou explosão
com um estrondo brutal ou que seja sem estrilho nenhum
ou talvez lhe falte mais qualquer coisita


quinta-feira, março 10, 2005

 

Notícia de última hora: Intervenção Miauu

Hoje, no Especial Informação da RTP-Açores, às 21h30, a Miauu Maria Graça da Silveira vai participar num debate sobre o papel da mulher na sociedade.


 

Muito preocupante!!!



"Este estudo da Janssen Cilag revela-se muito preocupante, pois indica que se anda para ai a fazer sexo não protegido. A pílula do dia seguinte não serve de desculpa para se andar a fazer sexo às três pancadas, quer-se dizer parece que a única preocupação das jovens é não engravidar, e o resto, a SIDA e as outras doenças sexualmente transmissíveis (DST's) , aonde é que isso encaixa?
É imperativo que as DST's não sejam esquecidas pela população em geral, pois cada vez mais casos de SIDA aparecem não só em jovens mas como também em idosos, e desmitificar o facto de que só os homossexuais ou toxicodependentes é que tem mais probabilidades de a contrair, aliás a percentagem nesses grupos é cada vez mais baixa, verificando-se um aumento cada vez maior nos heterossexuais. Além que está cientificamente provado que a probabilidade de contaminação num único acto sexual é maior nas mulheres do que nos homens, portanto toca a usar sempre o preservativo, a noticía retirada de www.acores.net segue abaixo."

Image hosted by Photobucket.com
O estudo revela que jovens açorianas estão entre as que mais usam pílula do dia seguinte.
São as mulheres dos Açores, Madeira e Algarve, que mais recorrem à “pílula do dia seguinte” revela um estudo patrocinado pelo laboratório Janssen Cilag.
O estudo decorreu entre Novembro de 2004 e Fevereiro de 2005, e envolveu cerca de 3 858 mulheres, com idades compreendidas entre os 15 e os 49 anos, utilizando o método de entrevista directa.
O elevado recurso à contracepção oral de emergência pelas jovens dos 15 aos 19 anos acaba por ser o resultado mais surpreendente deste estudo com 20,6% das madeirenses a afirmarem ter tomado a pílula do dia seguinte, seguindo-se as algarvias com 19,4% das respostas, e as açorianas com 18,2%, o que faz destas três regiões líderes de tabela.
Enquanto que para o presidente das sociedades portuguesas de Ginecologia e de Medicina de Reprodução, Daniel Pereira da Silva esses valores não sejam favoráveis também não serão assim tão pessimistas, e "têm aspectos a valorizar, como o facto de se verificar que uma grande percentagem está informada sobre os vários métodos contraceptivos."
No entanto muitos profissionais da área da saúde admitem problemas na falta de informação sobre a sexualidade, apontando o dedo às escolas e às famílias.
Disponível como produto de venda livre pela quantia de 9,95 euros, a pílula de contracepção de emergência, NorLevo, apresenta-se numa embalagem com dois comprimidos com 0,750 mg de 0,750mg do progestagéneo, levonorgestrel.
A eficácia deste método de contracepção de emergência é tanto maior quanto mais rápida for a toma após uma relação sexual mal protegida ou não protegida. Sendo assim, os dois comprimidos devem ser tomados o mais cedo possível, de preferência nas 12 horas após a relação sexual mal protegida ou desprotegida até um máximo de 72 horas (3 dias) e pode ser tomado em qualquer altura do ciclo menstrual.
Após a utilização de Norlevo, recomenda-se a utilização de um método contraceptivo de barreira (preservativo, espermicida, diafragma...), em cada relação sexual que se tiver até ao próximo período menstrual.

quarta-feira, março 09, 2005

 

Feeling Stressed Today?


Image hosted by Photobucket.com

 

Do not forget equals to Remember

Image hosted by Photobucket.com
Remember Here

 

Café com arte

Image hosted by Photobucket.com


 

Mistérios da banda desenhada

Se o Popeye e a Olivia nunca fizeram amor, de onde é que saiu aquele bébé e porque é que é tão parecido com os dois? Porque é que a policia não investiga o gajo que vende os espinafres ao Popeye? Com aquele efeito serão mesmo espinafres?

Como é que o avô da Heidi consegue manter uma família e uma vivenda nas montanhas com a reforma? O Pedro teve milhares de oportunidades para papar a Heidi quando ia pastar as cabras ao campo, mas nunca lhe tocou com um único dedinho. Será que tinha alguma coisa com as cabras?

Que tipo de droga tomarão os anões da Branca de Neve para depois de 20 horas a bulir sairem a cantar da mina? Por que é que o Ministério do Trabalho não investiga este horário?

Porque é que a Capuchinho Vermelho teve de pedir tantas pistas até se aperceber que a avó era um lobo? Estava drogada? Ou era mesmo parva? No que é que se parece uma avózinha a um lobo para que este passe despercebido em camisa de dormir? A Capuchinho Vermelho terá alguma coisa a ver com o partido comunista?

A Pantera Cor-de-Rosa era ele ou ela? Ou terá sido a primeira expressão da cultura gay?

O que é que deram de fumar à Bela Adormecida para ficar a dormir todos aqueles anos? Por muito príncipe que um gajo seja, como é que é possível beijar uma morta?

Como é que o pato Donald tem sobrinhos, se não tem irmãos? Por que é que todas as personagens Disney usam luvas?

Se havia um estrunfe bébé, quem é que f**** com a estrunfina? Ou será que nem eles sabiam quem era o pai?

Por que é que o Incrível Hulk, quando se começa a transformar, rebenta toda a roupa menos as cuecas? Serão estupidamente elásticas?

As tartarugas ninja usavam a máscara por cima dos olhos para evitar serem reconhecidas na rua?

Como é que simplesmente por uns óculos ninguém reparava que o Clark Kent era o Super Homem? Ou os cidadãos de Metropolis eram todos basaroucos?

Como é que o canário Tweety consegue manter o equilíbrio com uma cabeçorra daquelas?


 

Evolution or damage


Image hosted by Photobucket.com

terça-feira, março 08, 2005

 

Porque hoje é o Dia Internacional das Mulheres

Image hosted by Photobucket.com
Joel Neto desistiu de moderar o (de)bate entre a facção feminina do choque de gerações (Maria Graça da Silveira e Susana Meireles Yourcheck) e o cronista da revista Máxima (Francisco José Viegas). Hoje no Choque de Gerações, vão ter oportunidade de assistir à versão televisiva da Cosmopolitan, não fossem os temas "o papel das mulheres nas sociedades contemporanêas", e o "casamento de Carlos e Camila". As habituais rúbricas, ódio e amor de estimação estão a cargo dos fabulosos irmãos Luís Filipe e Alexandre Borges respectivamente. Já é possível assistir às emissões do programa online.

 

Dia Mundial das Gajas


Image hosted by Photobucket.com

segunda-feira, março 07, 2005

 

No comments


A taxa de mortalidade dos fumadores em breve irá aumentar... Image hosted by Photobucket.com

 

Second chance to U2...


É com imenso prazer que anunciamos, para o próximo dia 15 de Agosto de 2005, um segundo concerto da banda irlandesa U2, no mesmo local. Para evitar eventuais confusões, informamos desde já as condições de venda de bilhetes para o referido evento.
Serão colocados venda 49.000 bilhetes, nos seguintes canais de distribuição:
a) ATM's, vulgarmente apelidados de "Multibanco" - 3 bilhetes;
b) Sócios da União Desportiva Recreativa e Cultural de Santiago do Cacém, com quotas em dia e que já tenham representado a colectividade em provas a contar para um qualquer Campeonato Nacional de uma qualquer modalidade das que se praticam no clube, poderão levantar até ao prximo dia 12 de Maio uma rifa que os habilitar a um sorteio de 6 bilhetes;
c) 3.000 bilhetes na Adega Típica "A Mariquinhas", ao Bairro Alto, que serão vendidos nos próximos dias 21 dos meses de Abril, Maio e Junho. A venda neste ponto ser efectuada mediante o rebatimento de 200 pontos no seu cartão de cliente desta popular casa da noite alfacinha. Relembra ainda a gerência que neste momento decorre uma promoção que consiste no seguinte: Por cada copo de três, a partir da dúzia, os pontos valem a dobrar;
d) Santa Casa da Misericrdia de Vila Real - 3 bilhetes (entrar em contacto com o Padre Américo);
e) restantes bilhetes nos CTT nas seguintes condições:
1 - envio de 2 cartas de 85 gramas para o Hemisfério Sul (em alternativa 1 carta de 250 gramas para os EUA e/ou o Brasil);
2 - comprovativo da aquisição de 1 pack de 6 envelopes almofadados de variados tamanhos;
3 - apresentação de 500 TLP Card (nenhum repetido) e de 20 Credifones;
4 - apresentação de cartão de membro do "Clube de Amigos do Selo e do Postal do Sc XIX" (condições de adesão disponveis em todas as lojas dos CTT);
5 - apresentação da Caderneta Militar de um familiar directo, que comprove a sua presença no Corpo Expedicionário Português, nas Ardenas, durante a Grande Guerra;
6 - apresentação de um "Postalito" (mascote dos CTT a lançar até ao fim do próximo mês de Março).
Para aceder ao recinto do concerto, não devem esquecer os portadores de bilhete que só serão admitidos, para o interior do mesmo, todos os que se apresentem com uma camisa Ralph Lauren, um sobretudo Burberry's, uma saca de cimento Cimianto, um chapéu da McDonald's, ténis Sanjo, um azulejo da coleção "D.Duarte" da Fábrica Irmãos Alves, óculos escuros Arnette, 2 volumes de cigarros Davidoff, calças de ganga Levi's e na altura devem apresentar o cartão de pontos da Chicco, para serem rebatidos 80 pontos.

domingo, março 06, 2005

 

15 minutos

Hillary Clinton chega ao céu e um anjo vai mostrar-lhe a sua nova morada, até que chegam a uma sala cheia de relógios de parede. O anjo explica que cada relógio corresponde a um homem na terra. Cada vez que um dos relógios se adianta 15 minutos significa que um marido enganou a mulher. Hillary acha este sistema muito interessante e pergunta se pode ver o relógio correspondente ao Bill Clinton. Resposta do Anjo: Esse está na cozinha, é utilizado como ventoinha.


sexta-feira, março 04, 2005

 

«Aqua Romana»

Foi inaugurada no passado dia 1 Março, no Museu Nacional de Arqueologia, a exposição «Aqua Romana. Técnica humana e força divina». Trata-se de uma colaboração luso-espanhola, porquanto a mostra esteve patente primeiro em Barcelona, onde obteve assinalável êxito. Tema: tudo o que, ao tempo dos Romanos, se prendia com a água, tanto no plano prático (quotidiano e técnico) como no plano dos deuses, que da água 'bebiam' o seu poder ou através dela o manifestavam...

Esta exposição não podia ser mais pertinente. A falta de água que se tem verificado em Portugal, terá necessariamente consequências catastróficas, começando pela a agricultura onde já existem regiões cujas as perdas são totais, passando pelo queijo da serra, que não pode ser produzido; as ovelhas simplesmente não dão leite, acabando na energia eléctrica, cujo o preço espera-se que aumente a qualquer momento, pois o caudal das barragens está baixíssimo. Não tendo poderes divinos, nada podemos fazer quanto às chuvas, mas como cidadãos podemos contribuir com gestos tão simples como evitar deixar a água do duche a correr, enquanto fazemos qualquer coisa, que acaba por demorar mais do que estava previsto, ou simplesmente, não lavar a louça com a “pia” destapada.


 

À procura do seu palhaço interior



A Operação Nariz Vermelho - Associação de Apoio à Criança, promove no dia 19 de Março às 15H00, no Espaço Polivalente da FEIRA SOCIAL’05, um workshop com o tema “À procura do seu palhaço interior”. Este workshop tem um número limite de 30 participantes, mais informações e inscrições através do e-mail: info@feirasocial.org

Quando éramos crianças, brincar fazia parte da nossa vida. Depois crescemos e passamos a meros observadores. A verdade é que todos perdemos muito por não viver o espírito de brincadeira e alegria que vem de uma atitude positiva em relação à vida. Na verdade, brincar é mais fácil do que parece.Este workshop não é sobre ter piada, mas sim sobre aceitar a vulnerabilidade humana e brincar com a vida como só um palhaço sabe fazer. Brincar liberta o nosso espírito. O bom humor é apenas uma placa sobre a porta. Abrir a porta exige participação, coragem e uma certa loucura.

In fact, if we can't laugh at ourselves, we may be missing the joke of the century.


 

Portugal recebe pela primeira vez concurso europeu de jovens arquitectos.


Portugal vai receber pela primeira vez em 2006 uma edição do concurso internacional de arquitectura Europan, que pretende seleccionar projectos de jovens profissionais de 19 países europeus e cujas inscrições estão abertas a partir de segunda-feira.
Ao concurso, que decorre entre 14 e 15 de Janeiro de 2006, em Sintra, podem candidatar-se jovens arquitectos e outros profissionais do ramo com menos de 40 anos de 19 países europeus, que têm como desafio elaborar um projecto urbano/arquitectónico para um dos 75 "Sítios" eleitos.
No caso de Portugal, Sintra, Coimbra, Figueira da Foz e Palmela são as cidades "sítio" que participam nesta oitava edição da Europan. As inscrições terão de ser feitas on-line, através do "site" internacional da
Europan.

quinta-feira, março 03, 2005

 

Eu não sou dessas que...


É conversa que se tem no comboio. No metro não dá, há muita paragem e muita gente a entrar e a sair, as pessoas estão muito juntas, não dá jeito! No autocarro também não, além de haver muita gente; qualquer motorista que se preze faz curvas rasgativas, o pessoal tem que se agarrar com unhas e dentes e assim não dá para falar; ou então corre-se o risco de a frase sair num tom sofrido. E as pessoas das conversas do “Eu não sou dessas que” não sofrem ao vivo. No comboio é que é! E é ao fim do dia. Há espaço, há conforto e o resto do pessoal já está todo esbagaçado! A conversa é sempre entre duas mulheres, só duas, sejam novas ou caquéticas, que mal se conhecem!
- Não julgues tu que blá, blá, blá. Eu não! Eu não sou dessas que blá, blá, blá!
Nem pensar, não tenho que blá, blá, blá e digo-lhe logo na cara!
São de uma frontalidade tão arrebatadora quanto duvidosa.
A que ouve não pode ser deste tipo, está-lhe reservado apenas um gesto afirmativo e submisso, nunca uma resposta. Isto porque, a “Eu não sou dessas que” está para falar, nunca para ouvir! E ainda bem que existem, porque a ser verdade que façam o que dizem, são do mais correcto, pertinente e pedagógico que há. Não sendo verdade são uma agradável companhia, quando a conversa não é connosco.

 

No comments


Pobre mulher, como o Benfica anda não sei não...


 

BE como sempre esclarecedor


Certa vez ao chegar em casa, o Dr. F. Louçã ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal. Chegando lá, constatou haver um ladrão tentando levar os seus patos de criação.
Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com os seus amados patos, gritou-lhe assim:
Oh, bucéfalo anácroto! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo acto vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. - Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima potência do que o vulgo denomina por nada.
O ladrão, confuso, diz: - Doutor, eu levo ou deixo os patos?

quarta-feira, março 02, 2005

 

Nem a propósito...

Já que se criou um enorme celeuma sobre o assunto, cá vai mais uma acha para a fogueira.


O padre Nuno Serras Pereira, do Convento da Luz, em Lisboa, publicou hoje um anúncio nos jornais em que diz recusar-se a dar a comunhão a quem se tenha manifestado a favor do aborto ou da eutanásia, ou simplesmente tome a pílula. Nem o padre nem o Patriarcado de Lisboa fazem qualquer comentário sobre o assunto.
O pároco franciscano, de 51 anos, diz que, de acordo com o cânone 915 do código de direito canónico, "está impedido de dar a sagrada comunhão eucarística" a todos os católicos que tenham manifestado publicamente o apoio a práticas que promovem "a morte de seres humanos inocentes".
Segundo o padre Nuno Serras Pereira, estas são práticas tão distintas como tomar "diversas pílulas, o DIU, a pílula do dia seguinte, (o recurso a) técnicas de fecundação extra-corpórea, selecção embrionária, da experimentação em embriões, ou a investigação em células estaminais".
O padre diz também que não dá a comunhão a quem se tenha manifestado a favor do aborto ou da eutanásia.(...)
O cânone 915, evocado pelo padre, diz que "não são admitidos à sagrada comunhão os excomungados e os interditos, depois da aplicação ou declaração da pena, e outros que obstinadamente perseverem em pecado grave manifesto", explicou à agência Lusa, o professor Saturino Costa Gomes, director do Instituto Superior de Direito Canónico.
Ou seja, "os sacerdotes podem recusar a comunhão" a todos os católicos relativamente aos quais têm conhecimento de que cometeram ou cometem um pecado grave, segundo o que está estabelecido nos preceitos da Igreja Católica.
In: Sic Online


 

And the oscar goes...

Esta crónica de Eduardo Madeira, lia hoje e achei-a hilária, já está um pouquito fora do contexto pois, os Óscares já foram a alguns dias atrás, mas os filmes vencedores esse ainda estão dentro do prazo.


Ontem foi noite de Óscares. Um desfile de luxo, opulência e beleza. É nesta noite que América dá a si própria galardões para os melhores filmes do ano e o resto do mundo olha com muita atenção para as estrelas e fica fascinado e de sorriso nos lábios a pensar: Eles têm os dentes tão brancos.
Confesso que me vai faltando a paciência para ver a cerimónia. Leio no jornal quem ganhou os Óscares e se há alguma piada melhorzita (ou seja, menos bafienta), tenho a certeza de que alguém ma conta depois. E é tudo.
No entanto, há um ditado que é, olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço. Vai daí, lembrei-me de atribuir Óscares. E vai daí, aqui estão os resultados. Sem cerimônia e com umas piaditas pelo meio (sem bafio porque são de ontem).
Melhor Realizador – J. Sampaio com o filme, “Sinais”. Uma obra-prima da sétima arte em que o presidente percebe os sinais de desespero que o seu povo lhe envia e demite o governo.
Melhor Filme – “Fuga para a Vitória”, um filme que estreia hoje à noite. Nele se pode ver o duelo entre duas equipas, que sabem perfeitamente que a que ganhar pode embalar para o título. Com o veterano actor G. Trapatoni no papel de “Lo Irrascibile”.
Melhor Actor – Paulo Portas no drama “Don’t Cry For me Largo do Caldas”. A nação popular de Paulo dobra-se perante as suas lágrimas, a sua história, a sua tragédia. Um desempenho brutal de Portas. Só chorei assim no “Campeão”.
Melhor Actriz – Lili Caneças. Depois do magnífico desempenho no filme Herman Sic em que se finge zangada com o “mestre”, eis que regressa num grande desempenho em “O Rei Leão IV”. Um filme em que ela representa o papel de uma senhora que nunca partilharia uma quinta com o rei da pornografia Sá Leão. Um papelão. Além disso, Lili, apesar da idade, parece ter menos uns... vá lá, dois anos.
Melhor Argumento Original – “A Fuga das Galinhas”. Esta é a história de um primeiro ministro que se assustou e fugiu de um pântano. Depois veio outro que fugiu para ir à procura dos ovos de ouro na Europa. Por fim, temos um presidente de câmara que foge para tentar vôos mais altos no governo, mas tal como qualquer galinha, não consegue voar muito alto. Uma grande história que prova que a imaginação e a ficção não têm limites.
Melhor Argumento adaptado – “O Mundo a Seus Pés”. Um político que sem perceber como, de um dia para o outro tem o mundo a seus pés. Uma grande história que é adaptada por António Vitorino, assim como tudo o que o tal político diz. Pelo menos essa é a suspeita ao ver o filme.
Melhores Efeitos Especiais – Vai para o cirurgião plástico de Betty Grafstein. Consta que é o mesmo que trabalhou em Jurasic Park. Um homem habituado a fazer milagres com dinossauros, portanto.
Melhor Filme Estrangeiro – É para o filme “Um Lobisomem Americano em Londres”. Um filme baseado em factos verídicos, com George W. Bush (que ganhou também o premio Razzie para o pior actor do ano pelo seu desempenho de presidente americano no documentário Farenheit 9/11), Jaques Chirac, ou Tony Blair.
Óscar de Carreira – Para João Paulo II. Sem dúvida um grande senhor. Brad Pitt ou Tom Cruise com a idade que têm exigiriam duplos a toda a hora se sofressem de metade das maleitas que João Paulo sofre. Mas ele, qual Lee Marvin da fé, levanta-se sempre e acena à janela. Já não se fazem homens assim.

Eduardo Madeira


 

Bora ajudar um dos nossos familiares


O Fundo Mundial para a Preservação da Vida Selvagem (WWF) está a promover um peditório para salvar o lince ibérico. Este é o felino mais ameaçado do mundo. Actualmente, há apenas 100 linces nas florestas de Espanha e Portugal.
Uma exposição decorre já há duas semanas no centro comercial Arrábida Shopping, de Vila Nova de Gaia, para apelar à generosidade. No entanto, o interesse dos visitantes não é grande e o peditório do WWF está de caixa quase vazia.
Quem quiser ajudar o projecto que pretende salvar o lince ibérico ainda o pode fazer até 7 de Março.
O mais antigo dos grandes felinos vive na vegetação densa da floresta mediterrânica, no sudoeste de Espanha e Portugal, só que a espécie está em vias de extinção e pode mesmo desaparecer em apenas 10 anos. Estradas, barragens, caçadas ilegais, abate de floresta contribuem para ameaçar o lince ibérico.
Actualmente não há mais de 100 linces ibéricos. O "tigre da Europa", como também é conhecido, é mesmo o felino mais ameaçado do mundo.
"O que existe neste momento é no centro da reprodução em cativeiro no sudoeste de Espanha, que tem cerca de uma dúzia de animais e em que se pretende reproduzir crias de lince em cativeiro. Isto nunca foi feito, ou seja, se acontecer será a primeira vez. Estamos com algum optimismo mas se acontecesse seria uma coisa absolutamente inédita", explicou Eduardo Gonçalves, do SOS Lince.
O "tigre da Europa" nunca ataca o homem e só mesmo em situações extremas pode ameaçar um animal doméstico.
In:
Sic Online


terça-feira, março 01, 2005

 

Porque hoje é terça-feira

Joel Neto tentou conduzir a conversa entre Maria Graça Silveira (a púdica), Armando Mendes (o jovem açoriano) e Nuno Barata (o romântico, salvador de África com um preservativo). Engonhou-se sobre o turismo nos Açores e a personalidade de João Paulo II. As habituais rubricas, ódio e amor de estimação estão a cargo dos fabulosos irmãos Luís Filipe e Alexandre Borges respectivamente.

 

Aí está ele de volta ao trabalho




 

Só a mim...

Gosto muito da expressão “só a mim”

Só a mim é que blá, blá, blá
Só a mim é que não sei quê
Só a mim é que isto e aquilo
Só a mim é que me acontece

Pois só! Havia de me acontecer a mim porquê?

Que lindo seria,uma pessoa a fazer cagadas e outra a ficar com o cheiro!
Não é que não possa acontecer…

 

O rescaldo...


O sentimento de que a segunda-feira devia ser um dia eliminado do calendário é seguramente partilhado por muitos. Ontem, a minha segunda-feira foi especialmente dolorosa. Problemas em cima da secretária a acumularem-se, as aulas que costumam ser energizantes, pelo exercício mental a que dão direito, foram catastróficas. Os alunos parecia que se tinham demitido em massa para a “neverland”, e eu, num esforço inglório, simplesmente, não desenvolvia. Fui ao blog e coloquei o post “O concerto do grande mestre”, na tentativa desesperada de receber alguns feedback positivos, que revertessem este estado de espirito. Afinal,“what goes around comes around” excepto às segundas. Chego a casa, a antecipar a cumplicidade do meu sofá, quando realizo que a ida ao Modelo era inadiável. Até os básicos estavam em falta. Fiz a listinha da praxe, para tornar esta missão o mais eficiente e rápida possível. Após os primeiros segundos de adaptação à iluminação digna de qualquer gimnodesportivo que se preze, comecei a minha incursão. Não havia tostas melba, não havia pão de forma, não havia sumo de pêssego, não havia requeijão, não havia arroz basmati, não havia bacon, afinal “NÃO HAVIA....”. Pena que os correios aquela hora estivessem fechados, seguramente ter-me-ia irritado menos.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com